Cirurgia Pós-bariátrica

A cirurgia pós-bariátrica tem o objetivo de restaurar o contorno corporal após grande perda de peso. Assim, melhora a forma e o tônus do tecido subjacente, que sustenta gordura e pele, e remove o excesso de gordura e de flacidez.

 

Porque realizar o procedimento?

Após a cirurgia pós-bariátrica, de redução de peso, ou qualquer perda substancial de peso, a pele e os tecidos, muitas vezes, não têm elasticidade e podem não estar em conformidade com o tamanho reduzido do corpo. Como resultado, a pele, que foi severamente estendida, agora não tem sustentação:

  • Os braços ficam flácidos;
  • As mamas podem achatar e ficar com mamilos apontados para baixo;
  • O abdômen pode se estender nas laterais e na zona inferior das costas, o que resulta em uma saliência semelhante a um avental;
  • As nádegas, a virilha e as coxas podem apresentar flacidez, ocasionando bolsas suspensas de pele.

 

Indicação

Existem algumas restrições para realização da plástica pós-bariátrica, pois trata-se de dois procedimentos invasivos. Por isso, é indicado, por exemplo, que o paciente tenha IMC abaixo de 30 (acima disso apenas com razões consideradas fundamentais pela equipe médica).

Além disso, deve ter o peso estabilizado e dentro do esperado pelo cronograma médico (exceto quando há excesso de pele e gordura que possam prejudicar a locomoção) e não ter condições de saúde que possam afetar a cicatrização do procedimento anterior.

 

Como é a cirurgia pós-bariátrica?

A intervenção cirúrgica de contorno corporal, após grande perda de peso, melhora a forma e o tônus do tecido subjacente, que sustenta gordura e pele, e remove o excesso de gordura e flacidez da pele. O resultado é uma aparência mais normal do corpo, com contornos suaves. Esta é, em essência, a fase final do processo de perda de peso.

A plástica pode ser realizada no abdômen, mamas, braços, coxas e face, por exemplo. Normalmente, a cirurgia é realizada sob anestesia geral ou peridural com sedação.

Open chat